NUNO INÁCIO COM A CLASSE EASYKART 35
EASYKART 60
EASYKART 100 E 125

Foram 36 pilotos os que responderam ao chamado da EasyKart no passado domingo no Bombarral.

Inicialmente temeu-se a chuva, mas após árduas negociações de Nuno Inácio com o S. Pedro conseguiu-se um bom acordo para que não chovesse durante a prova.

Desta forma e depois de algum atraso no horário, deu-se inicio aos treinos livres, seguidos dos cronometrados.

LARGADA CLASSE EASYKART 35

José Pinto
Guilherme Cardoso
Tomás Fernandes
PODIO

Easykart 35 equipada com motores OHC GX35 de 1.5 CV contou com 4 pilotos com idades entre os 5 e os 7 anos, todos eles estreantes nestas andanças, mas que rapidamente se adaptaram, graças ao bom trabalho da Escola de Karting do Oeste (EKO).

Nos cronometrados Tomás Fernandes foi quem conseguiu o melhor tempo 1:24.212, seguido de muito perto por Santiago Alves a escassos 0.018 que desde muito cedo demonstrou ser bastante rápido e decidido, seguido pelo José Pinto e Guilherme Cardoso.

Na primeira corrida de qualificação, Tomás Fernandes com a pole position, Santiago Alves e José Pinto rapidamente tomaram a dianteira, lutando pela liderança, tendo sido o Tomás o primeiro a receber a bandeira final, seguido por Santiago Alves, José Pinto e Guilherme Cardoso que se atrasou um pouco por dificuldades de adaptação ao seu Kart.

Na segunda manga de qualificação foi a vez de Santiago liderar, seguido de José Pinto e Tomás Fernandes. Guilherme Cardoso melhorava o seu tempo, mas mantinha a mesma posição.

Na final Santiago venceu destacado, seguido de José Pinto e Guilherme Cardoso, Tomás Fernandes atrasou-se devido a um pequeno despista.

LARGADA CLASSE EASYKART 60
Diogo Frias

 

Gonçalo Dias
Gustavo Silva
Luís Santos
Romeu Esteves
PÓDIO

Easykart 60, equipada com motores BMB de 60 cc e 8 cv, contou com 5 pilotos com idades entre os 5 e os 12 anos.

Nos cronometrados, Diogo Frias desde muito cedo mostrou um ritmo muitíssimo bom, liderando os cronos com 54.789, seguido por Luís Santos a escassos 0.141.

Na primeira manga de qualificação Diogo Frias tomou a dianteira após a largada sendo o primeiro a cortar a meta, para o segundo lugar Gustavo Silva e Luís Santos fizeram as 13 voltas estipuladas muito perto um do outro decidindo a posição nas ultimas voltas ficando Gustavo com o 2º e Luís com o 3º lugar.

Na segunda manga Diogo Frias largou muito bem e tomou a dianteira, posição que manteve até 7ª volta altura em que foi ultrapassado por Gustavo Silva que chamou a si o 1º lugar, Diogo Frias ficou com a 2ª posição à frente de Gonçalo Dias, que após a primeira volta subiu para a 3ª posição e assim a manteve até ao final. Luís Santos com um percalço logo na 2ª curva caiu para ultimo, mas conseguiu recuperar terminando em 4º, o pequeno Romeu Esteves sendo o mais pequeno logo no inicio da prova mostrou a sua fibra, mas a falta de braços fez com que caísse para a 5ª posição.

Na corrida final Diogo tomou a liderança logo na largada e venceu de forma decidida com 8.896 de vantagem para o Gonçalo Dias que junto com Gustavo Silva mantiveram até á 7ª volta uma luta muito interessante, altura em que o Gonçalo passou para a frente ficando Gonçalo com a 3ª posição. Em quarto lugar ficou Luís Santos precedido por Romeu Esteves.

 

LARGADA EASYKART 100-125
EASYKART 100 – Guilherme Dias
EASYKART 100 – Pedro Domingos
EASYKART 100 – João Pinto
EASYKART 100 – Guilherme Alves
EASYKART 125 – Guilherme Lopes
EASYKART 125 – Dinis Fialho
EASYKART 125 – Mário Leal
EASYKART 125 – Tomás Vilas Boas
125 Gentleman – Rúben Durão
João Corte Real
PÓDIO EASYKART 100 E 125

Easykart 100 equipado com motores BMB de 100cc de 15 CV, contou com 4 pilotos com idades dos 11 aos 15 anos, que correram juntos com os Easykart 125 equipado com motores BMB de 125cc com 25 CV classe que contou com 6 pilotos com idades a partir dos 15 anos, sendo dois deles Gentleman, com mais de 30 anos.

Nos cronometrados o melhor tempo foi para o piloto Mário Leal da Easykart 125 com o tempo de 51,450, seguido do João Pinto da EasyKart 100 com 51,740 e Rúben Durão com 52,807, na EasyKart 125 Gentleman.

Na primeira manga de qualificação assistimos a uma prova muito bem disputada com trocas constantes de posição. Mário Leal com a pole position, teve no piloto, Pedro Domingos um forte adversário. Mário liderou durante 10 voltas, mas um problema técnico ditou o abandono. Pedro que se manteve na segunda posição, a partir da 10ª volta teve de defender o 1º lugar perante um Guilherme Dias que partindo da 5ª posição foi subindo na tabela, discutindo palmo a palmo as ultimas 3 voltas com Pedro Domingos. No final Pedro foi quem primeiro viu a bandeira preto e branca com uma vantagem de 0,112 sobre Guilherme Dias, Dinis Fialho foi um dos pilotos que mais trabalhou durante esta manga, largando da quarta posição conseguiu subir uma posição na largada, mas no decorrer da 5 volta caiu para a 5 posição tendo permanecido nessa posição até à 9ª volta, altura em que atacou subindo uma posição. No inicio da ultima volta voltou a conseguir mais uma posição, terminando em 3º. Na 4ª posição classificou-se Guilherme Alves que largando da 7ª posição realizou uma magnifica prova. Na Gentleman, Rúben Durão terminou na 6ª posição ficando João Corte Real em 9º lugar.

Na segunda manga Pedro Domingos largou da frente, liderando ate há 12ª volta, altura em trocou de posição com Guilherme Dias que terminou em 1º sendo Pedro Domingos o 2º. Dinis Fialho mais uma vez se manteve na 3ª posição, deixando mais uma vez uma bela prestação, da segunda há sexta volta teve de apurar a sua técnica de condução, pois após a segunda caiu para a 5 posição conseguindo recuperar 2 posições entre a quarta e a sexta volta. Guilherme Alves que na manga anterior terminou na quarta posição perdeu uma posição terminando em 5º, subindo para a 4ª posição o piloto Guilherme Lopes, que teve uma prova bastante trabalhosa, largando da sexta posição, nas quatro voltas iniciais consegue subir 2 posições, mas no decorrer da 4 volta cai para sétimo, recuperando de seguida até ao quarto lugar final. Na Gentleman, Rúben Durão manteve a 6ª posição e João Corte Real o 9º lugar.

Na manga final Pedro Domingos e Guilherme Dias tomaram a liderança e decidiram entre eles a vitoria final, sendo o Guilherme quem tomou a liderança a partir da sétima volta ficando Pedro Domingues com o segundo lugar, Guilherme Lopes classificou-se na 3ª posição, João Corte Real da Gentleman, largou do 9º lugar conseguindo passar ao lado de um acidente logo na segunda curva, terminando na quarta posição. Guilherme Alves e Rúben Durão não terminaram a prova devido a problemas técnicos.

TaG 125 LIVRE LARGADA
TaG_125 LIVRE – José Duarte
TaG_125 LIVRE – Fábio Lourenço
TaG_125 LIVRE – José Pereira
TaG_125 LIVRE – Alexandre Alves
TaG_125 LIVRE PÓDIO

Na Classe TaG Livre, estiveram presentes 10 pilotos, sendo José Pereira quem realizou melhor tempo, 51,223, seguido de José Duarte a 0,520 e Fábio Lourenço a 0,838.

Na primeira manga de Qualificação logo na largada um toque entre vários pilotos condicionou posição final, José Pereira com a pole position, não completou a primeira volta, Hilário Ramiro parou no inicio da segunda e Tiago Costa ficou no principio da quarta volta. Fábio Lourenço toma a liderança da prova no principio da terceira volta, dominando até ao final, em 2º classificou-se Diogo Mendes que inicialmente perdeu algumas posições, conseguindo recuperar durante as 5 voltas seguintes, José Duarte que na largada cai para a 9ª posição realiza uma excelente manga recuperando até a terceira posição final, Dário Alves realizando uma boa largada consegue passar ao lado do acidente inicial subindo até ao terceiro posto, discutindo esta posição com José Duarte, termina em 4º lugar.

Na segunda corrida José Duarte e Fábio Lourenço decidem entre si a liderança da prova sendo Duarte mais forte, ganhando a manga, ficando Fábio com a segunda posição. Tiago Costa, sai da 8ª posição, realiza uma prova de trás para a frente terminando na 3ª posição, José Pereira que tinha abandonado na primeira manga arregaçou as mangas e realiza uma prova muito constante, que lhe permite recuperar até ao 4º lugar.

Na final José Duarte 1º, Fábio Lourenço 2º, Jose Pereira 3º e Alexandre Alves 4º, discutem entre si as 4 posições iniciais da tabela terminando na ordem descrita. Dário Alves realiza uma prova constante do principio ao fim terminando em 5º, André Calado fica em 6º.

Hilário Ramiro, Luís Carvalho e Diogo Mendes não completam a prova abandonando na 5 e 7 volta.

SHIFTER – LARGADA
SHIFTER – Tiago Salvador
SHIFTER – Nunes Lopes
SHIFTER – Gilberto Cunha
SHIFTER – Francisco Costa

 

Na classe Shifter Livre estiveram presentes 7 pilotos.

Gilberto Cunha conseguiu uma media horaria de 78,897 km/h chamando a si a pole position com 49,918, seguido de Francisco Costa a escassos 0,179 e Nunes Lopes a 0,622.

Na primeira manga de qualificação Tiago Salvador não tendo realizado cronos e largando de ultimo realiza uma excelente largada e assume a 1º posição, Sebastião Dominguez larga de quarto lugar e garante a 2ª posição final de forma categórica, Nunes Lopes com o terceiro melhor tempo perde uma posição no arranque, conseguindo recuperar no inicio da terceira volta, terminando em 3º lugar, Francisco Costa com o segundo melhor tempo luta com Luís Duarte terminando em 4º lugar e Luís em 5º, Gilberto Cunha com a pole position não consegue terminar a manga e abandona no decorrer da 2ª volta.

Na segunda manga Tiago Salvador tirou Bilhete, liderando do principio ao fim, Nunes Lopes e Francisco Costa largaram bem e assumiram o 2º e 3º lugares, Sebastião Dominguez na largada perde posições caindo para a 5ª posição, consegue recuperar decorrer da terceira volta terminando em 4º lugar. Gilberto Cunha largando de ultimo recupera e termina na 5ª posição sendo a 6ª posição para Luís Duarte. Pedro Nascimento estava em maré de azar, não consegue alinhar na 1ª manga e não consegue terminar a segunda, abandonando na 8ª volta.

Na Final, mais uma vez Tiago Salvador aproveitou a promoção e voltou a tirar bilhete, liderando do principio ao fim das 15 voltas ao traçado B da pista do Bombarral. Nuno Lopes seguiu o exemplo do Tiago terminando na 2ª posição, Gilberto Cunha motivado assume a 3ª posição no inicio da terceira volta, Francisco Costa perde uma posição e termina na 4ª posição, Pedro Nascimento larga de ultimo e termina no 5º lugar na frente de Luís Duarte. A mala suerte desta vez acompanhou Francisco Dominguez que não conseguiu terminar a prova.

Texto: ©Vitozé
Fotos: ©VVL SportImage/José Lourenço.