O TUDO OU NADA NO MÍTICO CIRCUITO DE BALTAR

0

Correu-se no passado fim-de-semana (14-15 setembro), as últimas mangas do Campeonato Nacional de Karting Kia. A pista visitada foi a do Douro Litoral na freguesia de Baltar e logo na sexta-feira, os participantes tiveram uma previsão de um tempo espetacular. Com “imensas” posições ainda por decidir, as provas foram encaradas pelas equipas e pilotos, como sendo o “fim-de-semana das decisões”.

INICIAÇÃO

Nunca é demais repetir que, a classe de iniciação é uma espécie de convívio que permite aos “miúdos” terem o primeiro contacto com o desporto motorizado. No entanto, é pontuável e logo, competitivo.

No sábado, durante os treinos, Xavier Lázaro, do Cabo Júnior Team, mostrou um bom andamento, não foi por isso de estranhar que tenha obtido primazia na largada para a prova. Nessa, Guilherme Morgado, PAROLIN/HONDA, superou-o, obrigando Xavier a ter de se preocupar com o Romeu Mello ESCOLA DE KARTING DO OESTE, que o precedia. Este último, partiria bem na largada da 2ª manga, mostrando que estava na disposição de manter a liderança. Nesta 2ª prova, Guilherme Morgado voltaria a vencer com praticamente a mesma distancia que na primeira prova, mas desta vez para Romeu Mello. Nesta prova, Francisco Iglésias e Joana Lima, fariam uma boa recuperação.

Na corrida final, Guilherme Morgado, tornou a vencer, mostrando estar muito mais à-vontade nas corridas do que nos treinos. Na pontuação final, Guilherme Morgado sairia de Baltar com a vitória, seguido de Romeu Mello, aquém bastava conseguir terceiro lugar para se sagrar Campeão Nacional na classe Iniciação e Xavier Lázaro. Francisco Iglésias seria quarto, com Joana Lima e Francisco Correia atrás de si.

 

CADETES

Instalado um clima de apreensão, à volta da categoria Cadetes o mesmo foi-se dissipando ao longo do Sábado. Na abertura da competição, dezassete pilotos estiveram presentes em Baltar e à cabeça da linha de partida, Santiago Alves MAD CROC / IAME, faria nos cronos 55,779s.

Tiago Lima EKR / IAME partiria a seu lado e atrás deles Martim Marques TONYKART / IAME e Pedro Cachada MAD CROC / IAME.

Na prova e embora partisse do sétimo lugar, Maria Germano, PRAGA / IAME conseguiria ascender ao segundo lugar, enquanto Tiago Lima assumia a liderança e Santiago Alves, bater-se-ia para fechar o pódio.

Durante os treinos de Domingo, Tiago Lima mostrava que estava com um grande andamento, mas Martim Marques, mostrava-lhe que as coisas não iriam ser muito simples. Na 2ª manga de qualificação, Tiago Lima venceria novamente e Santiago Alves, confirmaria o bom andamento em troca com maria Germano. Na corrida final, um incidente com três pilotos, penalizaria imenso Tiago Lima, obrigando-o a perder imensas posições e terminando em décimo quinto. Na frente, Santiago Alves, vencia a prova, seguido de Maria Germano e Rodrigo Seabra.

Feitas as contas, Santiago Alves, seria o piloto que mais pontos amealhou, seguido de Maria Germano, que chegou a Baltar em segundo lugar na tabela geral e desta forma se sagrou Campeã Nacional seguido de Rodrigo Seabra. O quarto lugar seria de Pedro Cachada seguido de Martim Marques e Noha Monteiro que se sagra Vice-Campeão da Classe.

 

JUVENIS

Adrian Malheiro, PRAGA / IAME, chegava a Baltar com o Título de Campeão Nacional assegurado, todavia contínua intocável na categoria.

Mais uma vez, obteve a melhor classificação de Sábado, obtendo a Pole e vencendo a prova à moda de Fangio (a menor diferença possível, para o segundo). José Pinheiro, PRAGA / IAME fez a “vida negra” ao piloto Ibérico o que o deixou bastante esperançoso para as outras provas do fim-de-semana.

Nos treinos de Domingo, Adrian, voltou a dominar, no entanto, a resposta veio de Manuel dos Santos, PAROLIN / IAME que mostrava neste início de dia, um andamento muito bom.

No entanto, na 2ª manga de qualificação José Pinheiro, voltaria a discutir a vitória com Adrian, enquanto Manuel dos Santos, caia imenso na classificação.

Na final, mais uma vez, Adrian Malheiro a levar a melhor frente a José Pinheiro que desta feita, teve de se defender de Pedro Barbosa até ao final, que este fim de semana estave endiabrado e com um andamento fantástico, deixando a mensagem que para o próximo ano está para discutir o titulo.

No final, Adrian Malheiro, despedir-se-ia do CNK 2019 com mais uma vitória e o Título de Campeão Nacional, seguido de José Pinheiro e Pedro Barbosa. Manuel dos Santos seria quarto seguido de Francisco Costa, Rodrigo Ferreira e Martim Hatzakis.

 

JUNIOR

Na categoria Júnior, Luís Alves Cabo Júnior Team, começou bem, obtendo a Pole com um tempo fantástico de 49.768, mantendo Ivan Domingues MADCROC / IAME atrás de si a 0.144.

Na 1ª manga de qualificação de sábado, Luís Alves, lideraria a prova, mantendo Ivan Domingues muito perto, com Santiago Ribeiro da ESCOLA DE KARTING DO OESTE a fechar o pódio.

No Domingo, Ivan Domingues seria o mais rápido dos treinos de carburação com Miguel Silva atrás de si.

Luís Alves, seria quarto a quase meio segundo do melhor tempo.

Na 2ª manga, Ivan Domingues conseguiria impor-se a Luís Alves e Henrique Cruz, seria terceiro. Na corrida final, novamente Ivan Domingues a conseguir segurar a vitória, com um Luís Alves e Pedro Perino, NORMA RACING TEAM, sistematicamente ao ataque, que em Baltar se mostrou muito forte.

Prova disputada palmo a palmo onde os pilotos não conseguiram evitar os toques no spoiler frontal, dai as penalizações técnicas atribuídas a Santiago Ribeiro que rodou sempre nos lugares da frente, Miguel Silva e Luís Leão.

Contas feitas, Ivan Domingues amealhou mais pontos nesta deslocação a Baltar, seguido de Luís Alves, que com este resultado se sagrou Campeão Nacional, sendo Pedro Perino o terceiro, seguido de Tomás Ribeiro, Manuel Soares, Santiago Ribeiro, Duarte Coelho, José Barros, Diogo Martins, Henrique Cruz, Miguel Silva, Hwarang Kim, Luis Leão, Mario Borges e David Sobreiro.

 

X30

Na Categoria X30, Guilherme de Oliveira, TONYKART / IAME, obteVE a Pole Position, no entanto, a presença bem próxima de Gabriel Caçoilo, TONYKART / IAME, antevia que a prova em Baltar, não seriam favas contadas, no entanto, tudo acabaria mais fácil para Guilherme, após uma penalização técnica, ser aplicada a Gabriel, o que o “lançou” para o terceiro lugar e “impulsionou” Manuel Silva do CABO JUNIOR TEAM, piloto que apenas um ano de karting, se têm vindo a destacar com uma condução muito concisa e acutilante  para o segundo posto. Aliás, esta prova foi “farta” em penalizações técnicas, Rodrigo Lessa, Luís Caetano e Christian Domingez, também seriam “presenteados” com tal.

No Domingo e após o “warm up”, Guilherme de Oliveira, continuava a mostrar-se o mais rápido em pista, no entanto, Gabriel Caçoilo não o largava e mantinha-se literalmente colado. Tal se provou na 2ª manga de qualificação e enquanto Mariana Machado terminava em terceiro lugar, era a vez de Dennis Oliveira, ser “apanhado” na “rede das penalizações técnicas”.

Chegados à corrida final, a luta pela liderança foi constante, mas, Guilherme de Oliveira voltaria a vencer na frente de Gabriel Caçoilo que desta vez atacou, mas também teve de se defender dos fortes “ataques” de Manuel Silva.

Contas fáceis de fazer para a X30, deram a Guilherme de Oliveira a liderança, seguido de Gabriel Caçoilo e Manuel Silva.

Manuel Leão, seria quarto, na frente de Tomás Caixeirinho, Mariana Machado, Lourenço Monteiro, Tomás Guedes, David Represas, Luís Caetano, Rodrigo Lessa, Dennis Oliveira, Sérgio Rodriguez, Zdenek Chovanec e Christian Dominguez.

Nesta Classe Guilherme Oliveira terá conquistado o Título de Campeão Nacional, mas á hora de fecho desta edição os resultados ainda estavam suspensos.

 

X30_SUPER SHIFTER

Poderá dizer-se que a categoria X30 Super Shifter, foi muito animada e talvez não pelas melhores razões.

Provas muito “duras” onde se ficou com a ideia, que toda a gente, estava desejosa que terminasse.

Durante o Sábado, Rodrigo Ferreira (Sénior) seria o mais rápido dos treinos, enquanto Hugo Marreiros seria quarto, mas o melhor Master.

Na 1ª manga, as coisas pouco se alteraram, com Rodrigo Ferreira a terminar frente a Yohan Sousa, Ricardo Borges e Hugo Marreiros, que tornava a ser o melhor “Master”.

No Domingo, Yohan Sousa, impunha-se durante o “Warm Up”, enquanto Rodrigo ferreira não ia além do sexto melhor tempo.

Na 2ª manga de qualificação, Yohan Sousa, confirmou a sua boa forma “acertando o passo” liderou na frente de Rodrigo Ferreira.

André Serafim seria quinto da geral e primeiro da “Master”, enquanto Hugo Marreiros e Fábio Mota, penalizariam “tecnicamente”.

Chegados à corrida final, mais uma vez, demasiadas penalizações a brindar alguns participantes. Yohan Sousa, venceria na frente de Ricardo Borges, com Miguel Ramos e Hugo Marreiros “Master”, penalizados, mas em terceiro e quarto.

Com as contas finais feitas, Yohan Sousa, seria o melhor pontuado da “Sénior” em Baltar, sendo seguido por Ricardo Borges e Miguel Ramos também em “Sénior”. Rodrigo Ferreira que partiu o seletor de mudanças seria quarto e Hugo Marreiros quinto, mas primeiro na Super Shifter Master. Elias Barros (Master), ficaria em sexto da geral, seguido de: Rita Teixeira (Sénior) que se viu arredada de discutir o título ao se envolver num acidente com André Serafim, Joel Magalhães (Master), Hugo Mesquita (Sénior), Vasco Lázaro (Master), Fábio Mota (Master) e André Serafim (Master) acabaria penalizado.

Desta forma, Hugo Marreiros sagrou-se Campeão Nacional absoluto e classe X30 Super Master, Rodrigo Ferreira apesar do infortúnio da final consegue vencer na X30 Shifter Sénior e João Dias Shifter Gentleman.

 

Textos – ©P. Campos

Fotos: ©VVL Sport Image/José Lourenço