No Campeonato Espanhol de Karting, Pedro Hiltbrand (CRG) tem sido o piloto mais constante na Classe SR-KZ2, chegando ao circuito de Chiva com o domínio absoluto em todas as mangas.
No circuito Lucas Guerreiro as coisas pareciam vir a ser diferentes pois Dani Maciá (Praga Espanha Motorsport) surgiu com um andamento muito forte, conseguindo a “pole” no sábado, dia das mangas de qualificação.

Domingo Dani Maciá manteve a tendência e a vontade de vencer e logo no arranque tomou a liderança da prova sendo Pedro Hiltbrand segundo, mas no final da 1ª volta, no esse que antecede a reta da meta, o motor do CRG teimou em parar, complicando ainda mais a vida do piloto e abrindo a possibilidade de vitoria a outros candidatos.

Para a segunda corrida, Daniel Maciá mantinha a mesma posição na grelha de partida e Gerard Cebrian ocupou a posição a seu lado. Pedro Hiltbrand largou de último, ou seja, da 18ª posição.

Após a largada, por instantes recuei até 1993 e revi uma corrida mítica, “Donington Park”, Pedro Hiltbrand largando da última posição e mais parecia um rocket balístico, atacando a fundo de tal forma que no final da primeira curva que atacou por fora já tinha passado oito pilotos, fazendo uma primeira volta estonteante, subindo de último até terceiro.
O ‘Rocket Man’ Hiltbrand, necessitou de mais uma volta para tomar a liderança da prova, posição que manteve ate ao fim.

É nestes momentos que a genialidade de alguns pilotos transparece, mostrando desta forma o porquê de serem especiais.
Bastaram somente duas voltas para ultrapassar 17 pilotos, sem toques e de forma indiscutível.

Texto: ©José Lourenço
Fotos: ©VVL Sport Image/José Lourenço