Jos e Max Verstappen

Na Pista com o Pai

Os pais estão sempre nos bastidores da preparação de uma evento de kart, sempre empenhados e cuidadosos no acompanhamento dos seus filhos durante um fim de semana de corridas. Na WSK Super Master Series, sempre têm ‘aparecido’ pais muito especiais que seguem todo o desempenho dos seus filhos. Alguns deles chegaram até à Fórmula 1 e agora revivem tudo de novo, desta feita no papel de ‘coaches’ dos seus ‘herdeiros’. Num passado recente, imortalizado na foto acima, Jos Vertsppen estava sempre presente no acompanhamento e aconselhamento do seu filho Max (atualmente na Fórmula 1), mas também outros ex-pilotos, como Jean Alesi o havia feito com o filho Giuliano, ou até Michael Schumacher acompanhando o filho Mick. Até há pouco tempo, estes três nomes figuravam como os ‘pais mais importantes’ a marcarem presença no paddock da WSK, até que em 2019 surgiram outras ‘figuras sonantes’, também elas no fiel acompanhamento dos seus filhos. Todos eles estarão muito ocupados em Sarno, na derradeira etapa da WSK Super Master Series.

Ricardo Patrese com o filho Lorenzo

Em Sarno para o WSK no Dia do Pai

Eles estão discretamente nos bastidores mas sempre com os olhos postos nos seus filhos, para não perderem a sua ação, por um segundo que seja, durante todo o fim de semana de corridas. E isto aplica-se a todas as mães e pais presentes em todas as etapas, mesmo quando se trata de ‘gente’ famosa. Ontem, numa semana em que se celebra o Dia do Pai, a comunicação da WSK Promotion decidiu por uma vez trazer a relação parental/manager para a ribalta.

Alguns dos pais são mesmo muito discretos, mas a sua fama não pode ser ignorada. Um dos notáveis presentes em 2019 é Ricardo Patrese, que acompanha os passos do seu filho Lorenzo na OK Júnior. Patrese foi Campeão do Mundo de Karting de 100 A em 1974. Na Fórmula 1, ao lado de Nigel Mansell na Williams, foi vice-Campeão do Mundo em 1992.

Jarno Trulli com o filho Enzo

Jarno Trulli foi Campeão do Mundo de Karting na Formula K em 1991 e tem como seu melhor resultado dos anos na Fórmula 1 o sexto lugar em 2004, quando corria para a Renault, ano em que venceu o Grande Prémio do Mónaco. Atualmente é presença constante no paddock acompanhando o seu filho Enzo na OK Júnior. Na foto podemos assistir a um pequeno ‘briefing técnico’ entre pai e filho.

Alexander Wurz com o filho Oscar

Alexander Wurz deu os seus primeiros passos no automobilismo através do karting. Em 1998, na Benetton, foi oitavo no Mundial de Fórmula 1. O piloto austríaco regressa agora ‘às origens’ ao lado do seu filho Oscar, que é um dos competidores da 60 Mini.

Jan Lammers foi piloto da ATS na Fórmula 1 durante os anos 80, antes de em 1988 vencer as 24 Horas de Le Mans. Hoje em dia, o piloto holandês prepara o seu filho René, que também compete na 60 Mini.

Luca Badoer com o filho Brando

Outro ‘papá VIP’ é Luca Badoer. Em 1988, foi Campeão Italiano de Karting na Internacional 100 e durante os anos noventa competiu na Fórmula 1, tendo corrido para a Ferrari, Minardi, Scuderia Italia e Forti. O seu filho Brando é uma das jovens ‘promessas’ a competir na OK Júnior. Na foto de cima, Luca debate informação técnica com o filho Brando.

Texto: ©Jorge Cabrita
Fotos: ©WSK Promotion/Press.net Images