Sex. Set 25th, 2020

Tudo sobre o Karting de competição

Eyckmans, Amand, Renaudin e Patterson Vencem em Castelletto

4 min read

 

Após as quatro finais da 2ª etapa da WSK Final Cup, realizadas hoje no Circuito dos 7 Lagos (Castelletto di Branduzzo, Pavia, Itália), já podemos dar como certo que teremos competição até ao fim, com muito suspense para saber quem vencerá no final as categorias 60 Mini, OK Júnior, OK e KZ2. A competição organizada pela WSK Promotion encerra-se a 25 de novembro em Adria Karting Raceway e a vitória está em aberto em todas as categorias.

Ean Eyckmans (Parolin/TM) – 60 Mini

Ean Eyckmans, Um novo Vencedor na 60 Mini

Após vencer a Pré-Final, o jamaicano Alex Powell (Energy/TM), líder da competição, partia da pole position para a Final. No entanto, após o início da prova, a sua liderança foi curta, sendo superado pelo italiano Brando Badoer (Parolin/TM), que também já havia estado forte nas mangas de qualificação. Só que também a liderança do filho do ex-piloto de F1 foi efémera. Cinco voltas depois, era o belga Ean Eyckmans (Parolin/TM), quem assumia a ‘ponta’ da prova, enquanto que no calor da luta pelo primeiro lugar, envolvendo vários pilotos, Badoer acabava por ser vítima de um toque que o fez cair na classificação.
Na luta dos perseguidores ao líder, sobressaiu o britânico Coskun Irfan (Parolin/TM), que se colocou no 2º posto para não mais daí sair, a partir do momento em que superou Alex Powell. Com a bandeira quadriculada a ser agitada, Eyckmans venceu, na frente de Irfan e Powell. Joel Bergstrom (Parolin/TM) e Dmitri Matveev (CRG/TM), fecharam o top cinco.

Na classificação, Alex Powell permanece líder, com 169 pontos, 30 de vantagem sobre Eyckmans que é agora o 2º classificado.

Marcus Amand (KR/Parilla/VEGA) – OK Júnior

Marcus Amand Vence na OK Júnior

A vitória na Pré-Final B garantiu a Marcus Amand (KR/Parilla/VEGA) a pole position para a Final da OK Júnior. No entanto, logo no arranque foi o italiano Gabriele Minì (Parolin/TM), quem assumiu a ‘cabeça’ da corrida. Até meio da prova, o italiano e o francês disputaram a primeira posição, até que Minì perdeu ritmo e acabou superado por Taylor Barnard (KR/Parilla). O sueco não conseguiu ser consistente e acabou ultrapassado pelo holandês Laurens Van Hoepen (TonyKart/Vortex).
Hoepen e Barnard disputaram intensamente a segunda posição nas últimas voltas, mas o sueco acabou por se atrasar, sendo presa fácil para o russo Kirill Smal (TonyKart/Vortex).
A vitória ‘sorriu’ a Marcus Amand, que concluiu a prova com 2.038s de vantagem sobre Laurens Van Hoepen. A 4.376s do vencedor chegou Kirill Small. Taylor Barnard, acabaria por não conseguir melhor que o 6º lugar, atrás dos britânicos Dilano Vant Hoff (Exprit/TM/VEGA) e Thomas Ten Brinke (FA Kart/Vortex/VEGA).

Nas contas da classificação, Barnard continua líder, com 143 pontos, apenas três de vantagem sobre Marcus Amand.

Dexter Patterson (KR/Parilla/Bridgestone) – OK

Dexter Patterson, Assume Candidatura na OK

O italiano Lorenzo Travisanutto (KR/Parilla/Bridgestone) teve que abdicar da vitória na OK, depois de na verificação técnica lhe ter sido retirada a pole position, referente à vitória na Pré-Final A. Com este imprevisto, quem acabou por sair na frente na Final foi o dinamarquês Niklas Nielsen (Praga/Vortex). O dinamarquês começou líder mas cedo sucumbiu ao forte ritmo do suíço Leandro Anderruti (KR/Parilla/Bridgestone) e do britânico Dexter Patterson (KR/Parilla/Bridgestone).

Na segunda metade da prova, Patterson ultrapassou Anderruti e manteve a liderança até final, para concluir com a magra margem de 0.130s sobre o piloto suíço. Niklas Nielsen acabou por não conseguiu manter o 3º lugar até final, acabando superado na última volta pelo britânico Joe Turney (Exprit/TM/Bridgestone). Atrás do dinamarquês e a fechar o top cinco, ficou colocado o britânico Sami Meguetounif (Exprit/Vortex/Bridgestone).

Na classificação por pontos, Lorenzo Travisanutto lidera (141 pontos), seguido de Patterson (109 pontos).

Adrien Renaudin (SodiKart/TM/Bridgestone) – KZ2

Renaudin Domina em KZ2

Um erro logo no início da Final poderia ter custado a vitória a Adrien Renaudin na KZ2. Ainda assim, o francês perdeu várias posições. Voltando a ‘cerrar os punhos’, o gaulês impôs forte ritmo no #118 Sodikart/TM/Bridgestone), recuperando a liderança nas voltas finais da corrida, após superar o seu compatriota Emilien Denner (KaliKart/TM/Bridgestone).

Os dois primeiros acabaram separados por apenas 0.385s. No derradeiro lugar do pódio ficou o sueco Axel Bengtsson (Kosmic/Vortex/Bridgestone), após intenso duelo até à linha de chegada com o britânico Dylan Davies (DR/Modena/Bridgestone). O italiano Marco Valenti (CRG/TM/Bridgestone) fechou o top cinco.

Na classificação, Adrien Renaudin lidera com 111 pontos, três de vantagem sobre Emilien Denner.

Texto: André Maurício
Fotos: Press.net Images

Translate »
error

Gostou do nosso trabalho? Por favor, partilhe :)

LinkedIn
Share
Ir para a barra de ferramentas