Sex. Set 25th, 2020

Tudo sobre o Karting de competição

Ivan Domingues de ‘Outra Galáxia’ Vence na Júnior

4 min read

 

Que bem se aplica a Ivan Domingues a frase do ‘chegar, ver e vencer’. Foi isso mesmo que o piloto da Marinha Grande fez na sua prova de estreia na categoria Júnior. Venceu, mas mais que isso, convenceu e mostrou ser possuidor da fibra que tolda os campeões.
Depois de pontificar na categoria Juvenil em 2018, vencendo a derradeira etapa do campeonato, em Palmela, Ivan Domingues (Mad Croc/IAME) chegou sem pressão ao derradeiro evento do ano, mas também o mais especial, a Taça de Portugal. Para já, mostrou-se bem à vontade na categoria. No sábado, venceu a primeira manga de qualificação, impondo-se a um ‘grid’ repleto de estrelas, entre os 23 pilotos que disseram sim ao chamado do AIA Motor Clube. Depois, no domingo, acabou segundo na derradeira manga de qualificação, após dominar em grande parte, mas deixando-se bater na fase final pelo experiente e não menos talentoso, Guilherme de Oliveira (TonyKart/IAME).

Na Final, Ivan Domingues saiu bem da primeira posição e ‘disparou’ na frente, ficando visível ‘à lupa’ pelos seus mais directos perseguidores. A história da corrida parecia traçada, no que diz respeito à luta pela vitória. No entanto, ao mesmo tempo que o jovem do Mad Croc perdia ritmo, a luta intensa entre 2º, 3º, 4º, 5º e 6º, fez com que todos recolassem ao líder para a última volta. Vindo de 2º, Guilherme de Oliveira (TonyKart), parecia não ter andamento para se defender dos ataques de Luis Alves (Sodikart/IAME), Luis Leão (Cabo do Mundo KartTeam/Exprit) e Pedro Perino (Norma Racing Team/TonyKart/IAME). Isto enquanto vindo do meio do pelotão, a ‘voar’ se juntava a este grupo o super-dotado, Frederico Peters (Cabo Junior Team/Kart Republic/IAME).
A última volta da corrida foi imprópria para cardíacos, com todos ao ‘assalto’ ao líder. A quatro curvas do fim, Guilherme de Oliveira, mostrava como ultrapassam os campeões, superando por fora Ivan Domingues. No entanto, o jovem do Mad Croc reservou para si a ‘estocada final’, na última curva superando Guilherme de Oliveira, para vencer quase ao estilo ‘photo finish’. Que grande corrida proporcionaram ‘os putos’ da Júnior, nomeadamente aqueles que figuraram nos seis primeiros. Guilherme de Oliveira foi 2º, seguido de Frederico Peters, autor de uma corrida a todos os níveis brilhante. Não descuremos, no entanto, as prestações de Pedro Perino e Luis Alves, também eles notáveis protagonistas desta final. Atrevemos-nos mesmo a dizer que Pedro Perino acabou vítima de alguma inexperiência, pois com outra ‘bagagem’, sem dúvida estaria até final na luta pelo pódio. Mas, fica aqui a imagem ‘visual’ pelos números. Os seis primeiros ficaram separados por 0.158s e estamos conversados sobre a competitividade na luta pela vitória, nesta corrida da Júnior. Não estamos, no entanto, terminados, relativamente ao restante plantel dos 23 pilotos que espalharam talento pelo Kartódromo Internacional do Algarve.O holandês Jesse Doorgeest (Norma Racing Team/TonyKart/IAME) foi 7º, a 2.697s do top seis. Mas, trouxe atrás de si quatro pilotos que não lhe deram descanso, a saber, Gabriel Cacoilo (FA/IAME), Mariana Machado (Praga/IAME), Miguel Silva (Cabo Junior Team/Kart Republic/IAME) e Tomás Caixeirinho (Cabo Junior Team/Kart Republic/IAME).
Rodrigo Leitão levou o TonyKart/IAME ao 12º lugar, seguido do espanhol Sergio Rodriguez (Sodikart/IAME), Santiago Ribeiro (Escola Kart Oeste), Diogo Martins (Escola Kart Oeste) e José Barros (todos em BirelART/IAME), a venezuelana Zdenek Chovanec (Cabo do Mundo KartTeam/Exprit/IAME), Manuel Soares (KR/IAME), Manuel Silva (Cabo do Mundo KartTeam/Kart Republic/IAME), José Duarte (DR/IAME), Tomás Guedes (DR/IAME), Henrique Cruz (Cabo Junior Team/CRG – KT2/IAME) e João Mendes (Praga/IAME).

Texto: Jorge Cabrita
Fotos: José Lourenço

Translate »
error

Gostou do nosso trabalho? Por favor, partilhe :)

LinkedIn
Share
Ir para a barra de ferramentas