Sex. Set 25th, 2020

Tudo sobre o Karting de competição

Júnior Racing Team Muito Competitivo no Arranque do Campeonato de Portugal de Karting

4 min read

Tomás Ribeiro

 

Tomás Ribeiro

Foram cinco os pilotos que divididos por três categorias perfilaram a força do Júnior Racing Team na primeira etapa do Campeonato de Portugal de Karting, disputado no passado fim de semana no Kartódromo Internacional da Região Oeste, no Bombarral.

Um dos dois representantes da equipa de Aveiro na categoria Júnior, Tomás Ribeiro vinha com ambições fortes para este início de campeonato, motivadas pela vitória no Open de Portugal, prova realizada duas semanas antes também no kartódromo do Bombarral. No passado fim de semana, Tomás Ribeiro garantiu o 6º posto na categoria, resultado que ainda foi condicionado por uma penalização de carenagem frontal, impedindo um lugar no top cinco. A corrida decisiva do piloto de Fafe foi de alto nível, já que se iniciou da última posição, em virtude do abandono na 2ª manga de qualificação na sequência de um acidente. Na 1ª manga de qualificação, Tomás Ribeiro havia garantido o segundo lugar, posição idêntica à que trouxe dos treinos cronometrados, com a volta efetuada em 48”078s no Tonykart/Iame. Em estreia na equipa, Diogo Martins teve um bom desempenho no Bombarral, embora tenha abandonado na Final, quando se viu envolvido num acidente que empenou o eixo do seu Tonykart. Nas duas mangas de qualificação esteve bem, especialmente na segunda em que foi 4º. Também na 1ª manga fez uma boa corrida, sendo 10º depois de largar da 12ª posição, lugar que trouxe dos treinos cronometrados (48”700s).

Diogo Martins

Na X30, foi Gabriel Caçoilo quem esteve responsável por representar o Júnior Racing Team. Muito competitivo todo o fim de semana, Gabriel Caçoilo acabou por ser condicionado na Final, com 5 segundos por uma penalização de carenagem frontal que lhe retirou uma posição certa no top cinco, relegando-o para 12º, sete lugares atrás de onde havia iniciado a prova. O piloto tinha conseguido ser 5º nas duas mangas de qualificação e teve o seu melhor desempenho do fim de semana nos treinos cronometrados, altura em que levou o Tonykart/Iame ao 2º melhor tempo (46”649s).

Gabriel Caçoilo

Nos Juvenis, o Júnior Team apostou no desempenho de Pedro Carvalho e Rodrigo Vilaça. Pedro Carvalho foi 5º na Final, sem dúvida uma prestação positiva do piloto, que nas duas mangas de qualificação havia garantido um 7º e um 8º lugar. Foi 5º nos treinos cronometrados (51”942s). Já Rodrigo Vilaça teve alguns problemas com o seu Tonykart no fim de semana que condicionaram o desempenho. Na Final, abandonou na sequência de um acidente, tendo acumulado um 5º e um 9º lugar nas mangas de qualificação. Dos treinos cronometrados trouxe o 7º melhor tempo (52”310s).

Pedro Carvalho

“Começando pela X30, continuamos a ver evolução no desempenho do Gabriel Caçoilo, embora a Final não tenha corrido bem. Está regularmente nos quatro primeiros e isso dá-nos boas perspetivas para o futuro”, disse Mário Almeida, Diretor Técnico do Júnior Racing Team. “Na Júnior, penso que continuamos muitíssimo fortes com o Tomás Ribeiro. Ficou a uma margem mínima do autor da pole nos cronometrados, na 1ª manga esteve sempre a pressionar o líder e tentou passar no final da prova, mas optou por não arriscar demasiado, evitando um hipotético acidente. O que nos estragou os planos foi a 2ª manga de qualificação em que se viu envolvido num acidente, que o atrasou. Nessa altura, demos-lhe ordem para abandonar pois não havia necessidade de desgastar o material. Na Final, saiu da ‘cauda’ do pelotão, superou muitos adversários e fez a volta mais rápida da corrida. Ainda na Júnior, fiquei muito satisfeito com o desempenho do nosso novo piloto, Diogo Martins, evoluiu bastante e mesmo ele ficou muito satisfeito pela forma como a equipa o recebeu e com o seu desempenho. Esteve muito competitivo e a sua motivação vai inclusive levá-lo a fazer a primeira etapa do Troféu Rotax, pois quer ganhar mais ritmo. Fiquei muito satisfeito com o 4º lugar que obteve na 2ª manga de qualificação. Na Juvenis, o Pedro Carvalho esteve forte, mesmo se tivermos em conta que utilizou um chassis já antigo, que aliás pensamos dever ser mudado para breve, pois tem três anos. O Rodrigo Vilaça esteve bem, mas acabou condicionado por problemas técnicos no seu equipamento, algo que tentámos resolver durante todo o fim de semana. Para a Final, conseguimos resolver os problemas técnicos e de carburação, mas ele acabou por bater e abandonou. São corridas!”

Rodrigo Vilaça

Texto: ©ComuniKart
Fotos: ©ComuniKart/VVL Sport Image

Translate »
error

Gostou do nosso trabalho? Por favor, partilhe :)

LinkedIn
Share
Ir para a barra de ferramentas