Dom. Set 20th, 2020

Tudo sobre o Karting de competição

Vasco Lázaro e João Dias São 7º e 10º na Final da X30 Shifter em Valencia

2 min read

 

Vasco Lázaro – Cabo Júnior Team (Kart Republic/X30/MG)

Vasco Lázaro foi o melhor classificado de todos os portugueses presentes na categoria X30 Shifter, no passado fim de semana em Valencia, na IAME Winter Cup. Aos comandos do Kart Republic/X30/MG) do Cabo Júnior Team, o piloto do Algueirão recebeu a ‘quadriculada’ na 7ª posição. Numa categoria em que apenas 13 pilotos estiveram à partida, Vasco Lázaro pautou a sua presença na prova internacional do Kartódromo Lucas Guerrero como um treino para a temporada em Portugal. Sempre em crescendo, acabou por ter o seu melhor desempenho na Final.

João Dias – Spirit-Racing.CH (Kosmic/X30/MG)

João Dias Faz Top 10

Um dos pilotos mais simpáticos do paddock, João Dias acabou por ter na Final o seu melhor resultado do fim de semana por terras da comunidade valenciana. Aos comandos do Kosmic/X30/MG da Spirit-Racing.CH, o madeirense deslocou-se a Espanha para correr esta prova que lhe diz muito, já que foi na anterior edição que se estreou a nível internacional. Tal como sucedeu com Vasco Lázaro, esteve sempre em crescendo, sendo mesmo na Final que se exibiu melhor.

Rita Teixeira – Cabo Júnior Team (Kart Republic/X30/MG)

Fim de Prova Inglório Para Rita Teixeira

Depois de uma prestação muito positiva nos dias anteriores, Rita Teixeira concluiu de forma muito inglória a sua participação na IAME Winter Cup. Depois de partir muito bem para a Final, do oitavo lugar que havia assegurado na Pré-Final, a jovem do Cabo Júnior Team saiu bem ao sinal verde para a derradeira e decisiva corrida da X30 Shifter e logo começou a ganhar lugares, dando a ideia de que poderia assegurar um excelente resultado. No entanto, na mesma volta e na fase inicial da prova, foi tocada por um adversário que lhe danificou o kart e depois ela própria se envolveu num outro acidente, situação que causou ainda mais estragos no seu Kart Republic/X30/MG, ao mesmo tempo que a atirou para a cauda do pelotão. Sempre com espírito guerreiro, Rita Teixeira voltou à prova até à altura em que lhe foi mostrada a bandeira preta, por não ter visto e respeitado uma bandeira anterior (branca e preta) que identifica um problema mecânico.

This slideshow requires JavaScript.

Texto: ©Jorge Cabrita (em Valencia)
Fotos: ©VVL Sport Image (José Lourenço)

Translate »
error

Gostou do nosso trabalho? Por favor, partilhe :)

LinkedIn
Share
Ir para a barra de ferramentas