Ir para a barra de ferramentas
Dezembro 4, 2020

Tudo sobre o Karting de competição

X30 SUPER SHIFTER – RODRIGO FERREIRA CONTINUA IMBATIVEL

5 min read

LARGADA - X30 SUPER SHIFTER

RODRIGO FERREIRA na X30 Super Shifter Sénior, HUGO MARREIROS na X30 Super Shifter Master, SERGIO CARVALHO X30 Super Shifter Gentleman, XAVIER LAZARO na Iniciação, GUILHERME MORGADO na Cadete 4T, NOAH MONTEIRO na Juvenil, RODRIGO TESTA na Júnior e JESSE DOORGEST na X30, são os vencedores da terceira etapa do CAMPEONATO DE PORTUGAL DE KARTING, prova que se realizou no Kartódromo internacional do Algarve sob a organização da ACDME que partilhou os postos de comissários com o AIA Motor Club.

O Circuito de Karting de Portimão é composto por 17 curvas, sendo sete para o lado esquerdo, e dez para lado direito, tem um perímetro de 1.532 m, tendo 10 metros na sua largura máxima e 8 metros no miolo.

Nesta pista, a velocidade que se pode atingir situa-se na ordem dos 161 km/h.

Ricardo Borges (Birel) foi o piloto mais rápido nos cronometrados da classe Sénior, percorrendo traçado de Portimão em 00:57.496. Hugo Marreiros (DR) liderou a Master a escassos 0.375 do líder e Sérgio Carvalho (Luxor) na Gentleman realizou a sua melhor volta a 1:02.287.

Na primeira Manga de Qualificação que se realizaram durante a tarde de sábado Rodrigo Ferreira (Praga) vence, Ricardo Borges é segundo, Hugo Marreiros terceiro André Serafim (Intrepid) é quarto e Vasco Lazaro (Kart Republic) encerra o top 5.

Na segunda MQ Rodrigo Ferreira volta a vencer, Ricardo Borges termina em segundo, mas é penalizado em 5 segundos por ter a carenagem frontal metida para dentro, caindo para a quinta posição, Hugo Marreiros sobe para o segundo posto, André Serafim é terceiro e Miguel Ramos fica pela quarta posição.

No somatório de pontos na Geral Rodrigo lidera, Hugo Marreiros é segundo, Ricardo Borges terceiro, André Serafim é quarto e Vasco Lazaro quinto.

RODRIGO FERREIRA

Por classes na Sénior, Rodrigo Ferreira é 1º, Ricardo Borges 2º, Miguel Ramos é 3º e Rodrigo Almeida 4º.

Na Master, Hugo Marreiros lidera, André Serafim é 2º, Vasco Lázaro é 3º, Paulo Martins 4º, Joel Magalhães é 5º e Márcio Moreira encerra a Classe.

HUGO MARREIROS

Na Gentleman, Sérgio Carvalho, sendo o único da classe que se apresentou no Algarve, lutava com ele próprio para melhorar os seus tempos, o que conseguiu.

SERGIO CARVALHO

No domingo, a manhã começou com os treinos de Carburação a terem início pelas 10.15 na X30 Super Shifter, onde Ricardo Borges foi o piloto em destaque realizando o melhor tempo, seguido pelo Rodrigo Ferreira, Miguel Ramos (CRG), Vasco Lázaro, e a fechar os cinco mais rápidos Hugo Marreiros.

A pré-final teve inicio às 11.45 e desta feita Hugo Marreiros foi quem tomou a liderança logo na largada que, nesta classe, se realiza parada, seguido por Rodrigo Ferreira, Ricardo Borges e Miguel Ramos, que logo na largada salta da sétima posição para a quarta, Paulo Martins (Charles Leclerc) é o Sr. que se segue recuperando uma posição na largada. André Serafim, um piloto que normalmente anda nos lugares cimeiros, na Pré-Final, logo na largada perde duas posições caindo para o sexto lugar no pelotão.

Rodrigo Almeida, o mais novo deste lote de pilotos, que rolava na sétima posição era notório que problemas mecânicos não lhe permitiam ser mais rápido, a corrida para ele termina na quarta volta ao circuito de Portimão, volta que marcou a reviravolta em toda a corrida. Rodrigo Ferreira sobe uma posição e passa a liderar, Hugo Marreiros ocupa a segunda posição por uma volta, não resistindo ao ataque de Ricardo Borges que assume a segunda posição, Hugo Marreiros termina na terceira posição, Miguel Ramos como já tinha dito termina em quarto, mas recebe uma penalização de 10 segundos por “falsa Partida” e é relegado para a oitava posição.

Paulo Martins beneficia da penalização atribuída a Miguel Ramos, subindo para a quarta posição, André Serafim encerra o lote dos cinco primeiros.

A Corrida Final prova que encerrou o fim de semana no AIA, teve inicio pelas 14.10.

Tudo normal até ao momento em que é dada bandeira verde para a volta de lançamento, volta que permite aos pilotos aquecerem os pneus e posicionarem-se na Grelha de Partida, tal como na F1. Neste momento, o Kart de Ricardo Borges teimou em não querer pegar, rapidamente e como esta no regulamento substituíram a vela e o motor pegou.

Ricardo Borges em desespero, o seu Kart teima em não pegar e só depois de substituírem a vela o conseguem por a trabalhar.

Dado que a grelha já estava formada, dando cumprimento ao regulamento, o piloto largou da Pré-Grelha/Box, esperando que lhe fosse dada autorização o que aconteceu logo após o apagar do semáforo, e após a passagem do último piloto em frente à saída da Pré-Grelha/Box (tal como já assistimos na F1).

Ricardo Borges sai em último. Na primeira volta faz os 1.532 mt do circuito algarvio em 58.063, na segunda volta realiza a volta mais rápida (57.848), realizando duas ultrapassagens durante as duas primeiras voltas, contudo, no live-timing é-lhe atribuída uma volta a menos, ou seja teria de ultrapassar todos os pilotos para entrar na mesma volta.

Tal poderá ter ocorrido pelo facto de que a pista do Algarve parece não ter Loop à saída das Boxes, sendo esta a única pista (onde se realizam provas do Campeonato Português de Karting) onde a saída das Box/Pré Grelha é depois da linha de meta, local onde está a banda magnética que lê a passagem dos karts.

Dado que na saída das Box/Pré Grelha, parece não existir Loop, o piloto ao sair atrás do pelotão, sai com um volta a menos, pois só começa a contar na primeira passagem que fez na linha de meta, não lhe tendo sido atribuído pela cronometragem a volta zero, ou volta de lançamento, que lhe permitiria ter ficado no mesmo patamar dos seus colegas, pois a volta de lançamento não conta, servindo somente para aquecer pneus e posicionar os pilotos na linha de meta, dando-se assim inicio à  contagem pelo sistema.

Voltando à corrida, Rodrigo Ferreira domina a prova da primeira à última volta, Hugo Marreiros é segundo, mas sofre uma penalização de 10 segundos por posição irregular na grelha de partida, caindo para a sétima posição, Paulo Martins durante a primeira volta é terceiro, mas no decorrer da segunda volta é ultrapassado pelo André Serafim que passa a ocupar a terceira posição até ao final da prova, beneficia da penalização atribuída a Hugo Marreiros, subindo para segundo, Vasco Lázaro, que ocupava a quinta posição, consegue levar a melhor a Paulo Martins passando a ocupar a terceira posição, Miguel Ramos larga da oitava posição, consegue recuperar quatro posições termina em quarto, e Paulo Martins encerra o top 5, Joel Magalhães é sexto, Hugo Marreiros é sétimo, Rodrigo Almeida termina em oitavo e em nono da geral posiciona-se Márcio Moreira, Sérgio Carvalho encerra a tabela na Classe Gentleman .

This slideshow requires JavaScript.

Texto-José Lourenço

Fotos – VVL Sport Image/José Lourenço

Translate »
error

Gostou do nosso trabalho? Por favor, partilhe :)

LinkedIn
Share